Minha primeira Startup Parte 1

Minha primeira Startup Parte 1
O que eu aprendi, quais os desafios
  • 122 Visitas
  • 0 Comentários

Minha primeira Startup Parte 1

O que eu aprendi, quais os desafios

Minha primeira Startup Parte 1
O que eu aprendi, quais os desafios

Então, estava eu em um bar/restaurante e observando as mesas e as pessoas nelas, cada um com seus celulares conectados porém fora daquele local, então pensei...

porque não tentar conectar as pessoas que estão em um mesmo estabelecimento?!

E esta foi a ideia inicial da minha Startup!

Primeiros passos

Esta ideia aconteceu em 2014, porém só agora consegui por em ação. Não tinha as habilidades e conhecimentos necessários para iniciar este projeto.

Então comecei a me desenvolver, principalmente com habilidades técnicas para a produção do aplicativo. Então em meio a estudos e trabalho fui fazendo acontecer.

Conheci o ReactJs, linguagem de grande produtividade para desenvolvimento de aplicativos tanto para Web(SPA) quanto para iOS/Android no qual o aplicativo é quase 100% feito.

E neste ano de 2018 tive a oportunidade de ingressar em um programa de lançamento de Startup fornecido pela UDACITY Brasil. Que foi o que faltava para por realmente em ação e deixar de apenas pensar.

Startup Founder Program

O inicio do programa é de orientações de como tudo vai funcionar, onde entrar suporte, todo o material de apoio etc. Que por sinal muito bom em todos estes quisitos.

Logo passamos a entender o que é uma Startup hoje, comparando com anos atrás no que diz respeito a lançar um produto/serviço no mercado na época.

O modelo de lançamento de um produto/serviço nos modelos de uma Startup, quer dizer manter um ciclo de pesquisa e testes até que se obtenha um produto replicavel.

Logo passamos a ser incentivados a pensar na nossa Visão e Missão. O grande desafio é abstrair o que sua idéia pretende realizar para as pessoas. São apresentados uns questionamentos para auxiliar nesta abstração. Então ficando assim.

Visão

Aproximar pessoas em um mesmo ambiente/estabelecimento, facilitando a apresentação de produtos/serviços a elas.

Missão

Promover a interação/comunicação dos clientes de um local/estabelecimento tornando produtos/serviços deste acessíveis e de conhecimento deles.

Metas para o primeiro ano

Com base na visão e missão, temos então que pensar no primeiro ano de vida da startup. Para pensar nos primeiros 12 alguns questionamentos podem ajudar:

  • Como agir para alcançar minha idéia inicial?
  • Quantos clientes eu quero?
  • Que renda pretendo ganhar?
  • Que metricas vão ajudar a chegar lá?

Manter o foco no objetivo fundamental para o sucesso do negócio. Para meu caso eu me questionei:

  • Quantos usuários eu preciso?
  • Quanto tempo para alcançar essa marca?

Minhas metas ficando assim para os primeiros 12 meses:

  • Ter a versão 1 do MVP (mínimo produto viável) do aplicativo para implantar nos estabelecimentos;
  • Implantar o App em pelo menos 40 estabelecimentos;
  • Receber como pagamento pelos serviços 20.000;

Habilidades necessárias

Com as metas definidas, o desafio é abstrair as habilidades necessárias para alcança-las. Pensar e descobrir no que você realmente é bom e encontrar as habilidades necessárias para lhe complementar para que com isso possamos montar a equipe necessária para chegar lá.

São basicamente 4 categorias basicas para lhe ajudar a pensar:

  • Engenharia
  • Vendas
  • Marketing
  • Operações

Com bases nestas categorias, separei as ações que preciso fazer para atingir minhas metas para cada uma delas me questionando o seguinte:

  • Como eu posso ajudar com isso?

Onde havia três respostas para esta pergunta, eu posso fazer, eu posso aprender e eu preciso de ajuda.

Assim para cada ação necessária em qualquer uma das categorias eu saberei se eu mesmo poderei fazer, ou se eu poderei aprender para faze-lo ou mesmo se preciso de ajuda.

Ficando bem mais claro quais habilidades eu tenho e quais eu precisarei procurar no mercado, tanto para ser um co-fundador como um colaborador contratado.

Montando uma equipe

Começar com uma startup é iniciar o lançamento de um produto da forma mais enxuta possível, após identificar as habilidades necessárias para o andamento do meu tipo de negócio, chega a hora de saber que tipo de pessoas eu preciso para me ajudar.

Podem ser elas, cofundadoras, mentores, freelancers, ou mesmo funcionário contratado.

  • Cofundadores:
    • Este é como uma relação marido x mulher concorda?! Você pode e deve contar tudo um para o outro, ter apoio, porém deve ser um que complemente uma habilidade que você não possui.
    • Principais motivos por encerramento de empresas vem de desalianhamentos entre fundadores, valores diferentes, um quer gerir o outro, e por ai vai.
    • Importante se ter responsabilidades bem definidas para que cada um faça sua parte compartilhando seus pontos fortes por um objetivo comum apoiando um ao outro.
  • Mentores:
    • São pessoas com grande conhecimento no ramo em que seu negócio esta, de preverencia que já tenham uma startup de sucesso, ou são estudiosos do ramo.
    • Elas certamente ajudaram a levar uma startup no caminho correto, dando orientações para que os fundadores tomem as descisões mais acertivas.
  • Freelancers:
    • Uma forma de não ter um compromisso trabalhista formal e nem ter alguem por tempo integral na empresa.
    • Eles trocam suas habilidades cobrando por hora ou por projeto.
    • Bom para preencher uma necessidade temporária, realiza tarefas na qual os fundadores não tem habilidades.
    • Porém se tem o Risco, não se consegue avaliar com precisão suas habilidades, a comunicação pode ser um problema dentre outras coisas.
  • Colaboradores:
    • Bom, são pessoas contratadas pela empresa, para realizar funções específicas que não estão ligadas as responsabilidades mais importantes dos fundadores, disponibilizando mais tempo para eles, agilizando todo o processo.
Entendendo o equilíbrio entre tempo e o dinheiro

Ao comerçar um negocio, é importante ter EQUILÍBRIO entre os Recuros disponíveis e o Tempo.
Não se concentrar tanto em fazer tudo sozinho, pois não terá tempo de dar atenção no que faz realmente a empresa crescer.

Ou não se concentrar em montar a melhor equipe, o melhor ambiente e melhores equipamentos sem que a empresa tenha crescido para isso, me deixando com muito tempo livre.

 O Plano de Negócios

Aqui é onde idéia vira um "negócio", abstraindo a idéia inicial e estruturando em uma organização de negócios onde se vende um produto/serviço em troca de faturamento e lucro.

O que é uma Startup?

É uma organização temporária desenhada para PESQUISAR um modelo de negócios REPETÍVEL e ESCALÁVEL.

Ou seja, uma startup tem o objetivo de se tornar uma empresa, não se pode ser uma startup por 10 anos por exemplo.

A Pesquisa é uma das palavras chaves de uma startup, essa procura deve ser constante até que se encontre algo que seja repetível.

E algo também que sejam de grande distribuição sem ter que alterar muito o produto final, deve ser Escalável.

O Modelo de negócios

Para se ter uma visão global do seu negócio hoje, utilizamos o método do Quadro do Modelo de Negócios (Business Model Canvas), que pode ser chamado Modelo das 9 caixas, que são elas:

  1. Proposta de Valor
  2. Segmentos de Clientes
  3. Canais
  4. Relacionamento com clintes
  5. Fontes de Receita
  6. Recursos principais
  7. Parcerias
  8. Atividades-chave
  9. Estrutura de custo

 

 

Parte 2 em breve...

 

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Minha primeira Startup Parte 1

Enviando Comentário Fechar :/

Converse Comigo